15932 - Anel de Skate em prata 950 - Medidas aproximadas: Aro 4mm - Detalhe 22x8mm - Peso 4,700g
Magia das Joias
Product ID: 4652
Product SKU: 4652
New In stock />
Anel de Skate - 15932

Anel de Skate - 15932

Marca: Magia das Joias Referência: 15932

 
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

 Peça única para quem é amante de uma bela joia temática. Compre agora.

 

Descrição: 15932 - Anel de Skate em prata 950

Medidas Aproximadas: Aro 4mm - Detalhe 22x8mm - Peso 4,700g

Material: Prata 950 no processo de fundição ou banho de ouro sobre latão.

Garantia: 3 (três) meses para defeitos de fabricação.

Acompanha uma mini bolsa para transporte e uma flanelinha especial para limpeza/brilho.

 

Magia das Joias é fabricante brasileira de peças temáticas em prata 950 e folheadas em ouro 18k.

Coleções para todos os gostos dos consumidores.

Magia do Mar: Maravilhas do mundo submarino.

Magia dos Esportes: Várias modalidades esportivas.

Magia da Terra: Dedicado à natureza, especialmente à flora.

Magia dos Bichos: Destaque para gatos, cavalos e cães de várias raças.

Magia das Tribos: Estética do grafismo primitivo indígena e tribal.

Magia do Universo: Símbolos esotéricos, religiosos e astrológicos.

Magia das Artes: Expressões artísticas como a dança, música, pintura, teatro etc.

Conheça também nossos acessórios: Correntes, Pulseiras e Conjuntos.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



    SKATE - No começo dos anos 70, em plena febra do surf na Califórnia, os surfistas pegaram as rodas de patins e colocaram em "shapes", para surfar em terra firme. Assim começa a história do skate que se espalhou por todo mundo. Nessa época os skates eram primitivos, não tinham nose nem tail, era apenas uma tábua e quatro rodinhas. O esporte explodiu nos anos 70, curiosamente quando a revista Skateboarder, uma das mais importantes sobre o assunto, anunciou que mudaria o foco para competições de biker's.  Muitas pistas fecharam, mas os skatistas que perderam suas pistas, suas revistas, e tudo que era a respeito deles, passaram a andar nas ruas, usando tudo que achavam no cotidiano como obstáculo. Daí surgiu o street skate. Nessa época houve racionamento de água nos EUA e muitas pessoas tiveram que esvaziar suas piscinas. Foi aí que os skatistas perceberam que esses espaços poderiam ser ótimos obstáculos. Surgiu assim o skate vertical. Nos anos 80 o skate voltou ao auge, com a inovação dos equipamentos e a utilização das pistas em "U", os half pipes.

     

    MANOBRAS DE SKATE

    Flip - Tirar o skate do chão com os pés e fazê-lo rodar em parafuso.

    Grinds - Fazer com que o skate deslize com os eixos sobre uma superfície ou borda metálica ou de concreto.

    Board Slide - Fazer com que o skate deslize com um pedaço da prancha sobre uma superfície ou borda metálica ou de concreto.

    Ollie - Salto, manobra básica do street que consiste em bater a rabeta no chão e pular para frente mantendo o pé dianteiro colado no shape.

    Olie-Flip - Conhecido também como kick-flip. É um ollie usando a ponta do pé e virando o skate no seu eixo logitudinal.

    Fakie Hardflip - Depois de dar uma acelerada no skate, vir de costas e mandar um ollie flip. Deve-se ficar atento porque, enquanto o skate precisa girar o flip em 180° para trás, o corpo gira para frente.

    360º Kick Flip - Posicione o pé de trás chapado no tail e o da frente um pouco atrás dos parafusos, como se fosse dar um flip. Acelere para se aproximar do obstáculo. Pressione o tail como se fosse dar um shove-it 360 e, ao mesmo tempo dê um toque no pé da frente para girar o flip. Espere o skate fazer a volta completa para encaixar nos pés. Volte na base.

    FrontSide Ollie 180º - A uma velocidade razoável, posicione os pés como no ollie normal. O seu corpo é a grande ferramenta para executar a rotação. Portanto, quando bater o ollie, vire o corpo para frente. Como no ollie, mantenha o corpo equilibrado e vire o corpo acompanhando o movimento de 180º do skate. Seu tronco, auxiliado pelo movimento dos braços, vai ser o giro para inverter a base. O seu pé de trás carrega o tail para frente, quase com o calcanhar. Quando estiver no chão, equilibre-se na perna de apoio da frente.

    Tail Drop - O tail drop não é uma manobra; é uma forma de iniciar a session em rampas, bowls, banks, quarters etc., para ganhar velocidade na descida da transição. É fundamental para dropar uma transição. 

    50/50 - Dependendo do tamanho do obstáculo é preciso fazer um ollie e encaixar com os eixos (trucks) e arrastá-los sobre o obstáculo.

    Axle Drop - Encaixe os dois eixos na borda do coping, posicione o pé da frente primeiro e tente encontrar o ponto de equilíbrio para que o skate não caia para dentro da rampa. Tire o outro pé da plataforma e coloque sobre o tail.

    Smith Grind - Manobra utilizada para descer em corrimãos, que consiste em deslizar com o track traseiro do skate sobre a superfície.

    Nose Grind - Manobra muito parecida com Crocket Grind, que é dado de back. Enquanto o NoseGrind é dado de from, ou seja tendo um pequeno caixote ou um fun-box, acelere em direção ao caixote vindo de From. Seu corpo ficará de frente para o obstáculo. Chegando próximo do obstáculo mande um ollie sobre o obstáculo forçando o pé da frente com o nose sobre a ponta do caixote. 

    Street Style - Praticada nas ruas ou em quadras esportivas que simulam a arquitetura encontrada nas ruas através de rampas. 

    Half Pipe ou Vertical - Praticada em rampas em formato de U, geralmente com mais de três metros de altura, possuindo vertical na parte mais alta da pista. 

    Mini Ramp - Praticada em pistas em formato de U, abaixo de 3 m de altura. 

    Downhill slide - Praticada em ladeiras podendo ser com o skate convencional ou longboards (skates maiores de 35 polegadas).